terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Perdoas-me os sorrisos que nem sempre tenho para te dar?





Amo-te mesmo quando não os tenho para te oferecer.

Amo-te sempre. Mesmo quando não sorrio.

Perdoas-me os sorrisos em que te falho?

...


27 comentários:

Muse disse...

Mto mto mto bonito claudinha...

Continuas a maravilhar com oq escreves!

Um beijinho

Sandra disse...

Amar também é estar lá para o outro mesmo e principalmente quando ele não sorri. Por isso não haveria nada a perdoar, digo eu.

Peregrina disse...

Não tem nada que perdoar. Amar não é só nos momentos bons, é também partilhar os maus momentos, juntos!
E, como li num livro e me marcou, "Amar é nunca ter de pedir desculpa!"

Rosa disse...

Certamente que sim.

nuvem disse...

Amar é abraçar tudo aquilo que a pessoa amada nos dá, quer seja um sorriso, um silêncio ou uma lágrima.

Beijinhos

Outro.Passo disse...

O maior dom do amor é perdoar :)
Bons textos.

Hoje sem amanhã disse...

Nem tudo são bons momentos na vida...
O vento caleja a pele...
A chuva molha , mas depois seca...
Amanhã será um dia de sol...de sorrisos.

Beijito

Peregrina disse...

Atrevo-me a dizer que este é sem dúvida o meu blog preferido.
Os teus textos, parecem ser escritos por mim.
Espero em breve um novo pedacinho teu, e outro, e outro, e outro...

Obrigada, pelo que me fazes sentir :)

ลndreia disse...

Quem ama, sente também! *

Rosa dos Ventos disse...

Todos temos este "pecadilho"!

Abraço

Daniel Aladiah disse...

Querida Cláudia
Com certeza que perdoará...
Um beijo
Daniel

Leogirl disse...

Quem ama realmente, ama sempre..
bjs grds

soggyscheme disse...

amar é sermos o outro, vivermos-nos mutuamente, e no fim transformamo-nos num só.

o amor, é alegria, tristeza, desilusão, o amor é um arrepio no nosso interior, é uma borboleta 1que não pára no estômago. o amor és tu que o desenhas.

LORENZO MONSANTO disse...

E quando tu não sorris, o outro pode sorrir. Como equilíbrio...

LORENZO MONSANTO disse...

E quando tu não sorris, o outro pode sorrir. Como equilíbrio...

Corneto de Chocolate disse...

Só ter perdoo, porque não é agradável olhar-te os dentes cariados. :)))))))))))))))))))

Derreto-me contigo! ;)

Sara S. disse...

Claro que nem sempre podes sorrir e os outros, que nos são próximos, de certo que compreendem isso. É algo natural. E como já foi dito num comentário, sendo isso algo natural, não há nada a perdoar, porque nao há por que pedir desculpa. Bjs

Marla disse...

Amor é isso! :)

Beijinho**

(marta selva) disse...

muito bom.
doce e sincero.
;*

*flor* disse...

O amor por si só já é uma dádiva.

beijinho*(=

Nuno Vieira disse...

bonito blog, muito sentimento à flor da pele...

Peregrina disse...

Saudades de te ler de novo :)

delusions disse...

perdoas-me as lágrimas que te contornam o ombro?





Sofia*

delusions disse...

perdoas-me as lágrimas que te contornam o ombro?





Sofia*

Liliana disse...

Tão simples e tão bonito...
E acredito que muita gente se identifique... (eu tenho o braço no ar)

Desconhecida disse...

Nem sempre temos sorrisos para oferecer...e por isso mesmo, não há nada a perdoar.
Não sorriem os lábios, sorri o coração ;)

Desconhecida disse...
Este comentário foi removido pelo autor.