quinta-feira, 30 de novembro de 2006

Até amanhã...




Ontem dei por mim no escuro quente da minha cama a procurar a tua mão como quem anseia por um porto seguro.

Onde estás agora para que eu possa perder-me novamente de ti, só para voltar a ter o que encontrar?

Às vezes questiono-me se também conhecerás esta dor de querer muito regressar a um tempo que já não se sabe onde está. Que já não se sabe onde fica. Um tempo que nos foi roubado por coordenadas egoístas que o aprisionam num ponto para nós já indeterminado.

Já provaste essa angústia de não poder voltar ao indefinido que ficou para trás?

Não sei. Mas espera... Deixa-me dizer-te outra coisa.

Sabes que gosto de ti como de mais ninguém, não sabes?

E que era precisamente isso que as minhas mãos te iam dizer se tivessem encontrado a tua.

Ontem dei por mim no escuro quente do meu corpo a querer dizer-te coisas. Como estas. Sem importância. Só coisas pequeninas, amor.

Deixa. Fecha os olhos. Isso... Dorme tranquilo.
Até amanhã.



34 comentários:

Essência disse...

Estou tão exausta de procurar essas mãos todas as noites em que me deito na cama... procurar em vão, porque elas não vão estar lá para tocar as minhas e para me tranquilizar e para me dizer que esta tudo bem..
Como sempre leio-te e "leio-me"..
Lindo texto Cláudia. Obrigado.

anrasaxa disse...

Bonito...

SemAlcance disse...

Gosto bastante das tuas palavras e do sentimento que nelas transmites..penso que todos nós procuramos tocar as mãos que nao estao e nao estarao..

beijinhos =)

aa disse...

é sempre fantástico haver alguém que escreve o que há tanto sentimos...

nuno portmore disse...

Se algum dia sentir-me profundamente helvético, filho adoptado de concepções neutras, normalizadas, fátuas formigas de vidas banais... venho ler-te.

Serei derrotado, claro, pelo suave terramoto das tuas palavras, que despertam as cores do desejar.

Que bom, sermos amachucados por palavras mergulhadas de sentir. Incrementa a vontade. Justifica o naufragar…

Bjos

marina disse...

lindo lindo lindo. cada palavra. cada expressão de sentimento. será que pedir a mão de quem amamos é demais? será que faz parte daquelas coisas que não se pedem? adorei mesmo. bjinhos **

Ana disse...

Parabéns. Lindo. Fantástico. Envolvente.Sentido.

reverse disse...

Hoje vou procurar tb a sua mão por onde ontem ela vagueava.
Hoje vou escolher o outro lado da cama , não o meu, para tentar encontrar ainda o calor e os aromas.
Hoje vou dizer boa noite baixinho e sei que não vou ter resposta.
Hoje não consigo sorrir.
Talvez amanhã ... ou além!

(porque é que sempre me tocas?)

Beijos

Jesus da Terra disse...

Olá, passei para desejar um bom fim de semana.
beijinho

Corneto de Chocolate disse...

Se me tivesses dito que se tratava de algo com a importância do ¨escuro quente do teu corpo¨, terias encontrado a minha mão. :)

Daniel Aladiah disse...

Querida Cláudia
Coisas simples de amor é quanto basta.
Um beijo
Daniel

Rafa disse...

As coisas pequeninas são muitas vezes as mais importantes. Pior que tentar alcançar o passado, é tentar alcançar um futuro que já foi teu, mas deixou de o ser.

Até amanhã.

***

SemAlcance disse...

Vim desejar-lhe um Natal recheado de alegria e mta paz e um Bom Ano Novo!

beijinhos

Rafa disse...

Boas festas!!!

Jesus da Terra disse...

Festeje o prazer de cada conquista e o aprendizado de cada derrota!
Festeje a Esperança o Amor, no amanhã!
Bom Natal e Feliz Ano Novo.
Carlos Jesus

rouxinol de Bernardim disse...

Bom ano de 2007!

O Nosso Eclipse disse...

Ano após ano a procura por palavras originais faz a extinção da escolha... no fundo por muito banal que seja, um beijo será sempre um beijo... como tal, não encontramos melhor forma para o desejar... FELIZ NATAL Claudia...

Um beijo grande do Nosso Eclipse

LUA e SOL

José disse...

Um Feliz Natal e que o ano que se aproxima vos traga tudo com que sonham, rico de palavras, amigos e sons maravilhosos.
Um beijinho natalício cheio de tons coloridos.

José

virar do avesso disse...

Feliz Natal

joão marinheiro disse...

Cheguei agora por um acaso, ou talves não...talves mesmo o não.
E fiquei aqui a remoer as tuas palavras no dia de hoje que deveria ser especial e não é. enquanto a musica que toca num repetido repetido repetido poema na voz da Simone que diz: "Então me Diz"...Claro que sei o gosto das coordenadas trocadas claro que sei, ounão fosse um marinheiro experiente nas lides do mar.
Tens um blog cheio como as águas do Douro, de sentires. Vou atracar o meu velhinho navio a este cais e descansar da viagem...
Abraço com mar e sinhinhos de natal.

dulce disse...

Um beijo grande para ti amiga e um bom Natal.

nuno portmore disse...

Tempos em que se vive com um pouco mais de tolerância. Curtos, estes dias. Se calhar nem todos estamos preparados para mais. Mas quero acreditar que sim.

Feliz natal para ti e para todos de quem gostas.

Beijos

APC disse...

... E assim dormes tu também mais tranquila, depois de um diálogo a sós com a intranquilidade de uma eterna espera que toca o vazio dos lençois, das noites, das manhãs.
Porém, uma espera tem um objectivo, e estas palavras buscam o seu destino. E a vida também é isso... Belas intranquilidades! :-)

APC disse...

* Ressalva: "Eterna", do ponto de vista de como possa ser sentida, não como afirmação de que o será.

MalucaResponsavel disse...

Feliz Natal... e porta-te mal. E em 2007, porta-te ainda pior. Bj de Boas Festas. Maluca Responsável

Chocolate disse...

:)
Palavras para quê?

Um Santo Natal e um 2007 cheio de coisas boas! :)

off disse...

pequenas coisas lindas...
que ficam por dizer...
mas não ficam por sentir,
às vezes, era melhor que ficassem.

Joao disse...

Continuas a ter palavras bonitas :)

Um Ano Novo muito, muito, muito feliz! Um beijinho.

João

Jesus da Terra disse...

Olá boa tarde.
Desejo-te um 2007 repleto de realizações e conquistas.
Que seja um marco na vida de todos como o melhor ano de todos os tempos.
Carlos Jesus

Su disse...

as tuas palavras transbordam em mim....sempre.....

gosto de ler.te


feliz ano de 2007

jocas maradas de tempo...

Carlos Sampaio disse...

Um bom 2007 para ti e para os teus!
Beijinho

reverse disse...

Um beijo para ti e o desejo de um bom ano.

Margarida (anamenezes@netmadeira.com) disse...

è a 1ª vez q visito o teu blog. è estranho descobrir as coisas quando elas já não existem. Escreves muito bem e transmites sentimentos comuns entre os humanos, mas sentimentos que os próprios nem sempre conseguem definir ou constatar. Espero que continues a inspirar e iluminar muita gente, pois é um desejo que também partilho. Parabéns

Anónimo disse...

sem palavras... consegues transcrever por palavras aquilo que sinto mas que não tenho o dom de como tu escrever o que me vai na alma...
parabéns