terça-feira, 3 de maio de 2011




Disseram-lhe que o comboio estava atrasado e ela sentou-se calmamente à espera, como se com o comboio também a vida atrasada.

Um sorriso sereno desenhado a carvão no rosto, com linhas leves.
Não tinha pressa.

Que diferença fazia o comboio atrasado uma hora, um mês ou a vida inteira, se a partida e a chegada eram sempre um mesmo e único lugar?

 



6 comentários:

Sandra disse...

Cada vez melhor passar por aqui para te ler.

:o)

Bjs.

Ponto de Luz disse...

Olá
Tens um selinho para ti no meu blog!Beijinho!

CLÁUDIA disse...

Muito obrigada Ponto de Luz. :)

Beijinhos!! ***

Daniel Aladiah disse...

Querida Cláudia
É verdade e não é. Tens de partir de ti para chegar a ti, mas podes mudar o cenário...
Um beijo
Daniel

Sara S. disse...

Talvez fizesse a diferença porque as coisas não permanecem imutáveis com o decorrer do tempo. Muito se transforma com o passar dos anos, muito pode acontecer em minutos apenas.
Beijinhos

Luna disse...

LOVELY