sexta-feira, 20 de junho de 2008

* Staring out into the Night *





Quando a chuva lá fora se tornar tão forte que não te deixe ver o outro lado da rua, lembra-te que eu te abraço constantemente com o meu pensamento.


Ás vezes tenho dias como este, em que me dói já o fim antecipado de tudo o que ainda nem sequer começou ou aconteceu.


Hoje falta-me a eternidade.

*&*

10 comentários:

O Corvo disse...

Olá Cláudia,

gostei muito do teu blog. Os teus textos são cheios de essência e fazem com que não tenhamos vontade de parar de ler.

Vou voar por aqui sempre que possa.
Até breve.

RAM disse...

"Hoje falta-me a eternidade"..................

YTMO disse...

...e há abraços que são eternos, Cláudia...

bjs

JustMe disse...

O fim antecipado é o fim do meu/teu viver...

Por isso...
hoje falta-me a eternidade


Obg...
JustMe
Abraço-te

Narrador disse...

Como te compreendo tão bem neste momento...

"Hoje falta-me eternidade" Potente e poderoso.

Hoje...ontem e esperemos que amanhã não falte...

***

Corneto de Chocolate disse...

'Hoje falta-me a eternidade.'...

E um Corneto, não?

Derreto-me contigo! ;)

Brain disse...

Hoje,
A falta da eternidade,
Reflecte-se por todos os poros,
De Ti!

Excelente texto!

Um Beijo meu.

vero disse...

Olá minha amiga, há quanto tempo... Hoje vi rever "velhos" amigos... gostei de te ler uma vez mais :)

Beijinhos***

Daniel Aladiah disse...

Querida Cláudia
Não sei se gostarias de ser eterna, apesar de o seres...
A chuva parará. O Sol voltará a brilhar...
Um beijo
Daniel

Victor Constâncio disse...

"Ás vezes tenho dias como este, em que me dói já o fim antecipado de tudo o que ainda nem sequer começou ou aconteceu."

Gosto da maneira como usas o tempo..bj