quinta-feira, 27 de abril de 2006

Obrigada...




Porque tive medo demais naquela noite e tu estiveste lá.

Porque com o teu abraço me levaste para longe daquele cenário terrível e assustador. E me protegeste de todos os monstros que, de repente, apareciam à minha volta vindos de todos os lados.

Porque foi a tua mão forte na minha que me fez acreditar que aquele instante não era o fim do "meu" mundo.

Porque a tua voz e as tuas palavras fizeram todos os outros barulhos ensurdecedores desaparecerem para ficar apenas o som de tu estares ali, ao meu lado.

Foste a calma de que eu precisei. Foste o amparo que não me deixou desequilibrar ao ponto de cair. Foste a força que, sozinha, eu nunca teria conseguido encontrar dentro de mim.

E o teu olhar transformou as coisas para mim. Para que eu as visse de outra maneira. E através de ti aquele momento foi um bocadinho menos doloroso e angustiante para mim.

É por isso o meu Obrigada... Mesmo sabendo que estas palavras não chegam para compensar a importância de teres estado lá. O tempo todo. Ao meu lado.
Mas agora é tudo o que posso fazer...

DESCULPA... OBRIGADA...

27 comentários:

floca disse...

Bom que voltaste.

Anónimo disse...

Sempre que passo por aqui fico a pensar como seria bom se tivesse alguém que escrevesse assim para mim.

A pessoa a quem destinas todos estes textos terá noção de como é raro ter-se alguém que se lembra assim de nós?
Será que essa pessoa lê as palavras que lhe dedicas e consegue dar-lhes o valor que elas merecem?...

Quase sempre, quando venho aqui, acabo a imaginar como eu seria uma pessoa mais feliz se tivesse alguém a escrever estes textos fantásticos só para mim...

nessy disse...

Bom dia! Está formalmente avisada que foi convidada para participar no desafio romantiquices do blog tatoia. (até 5 de Maio)

Formalismos àparte... que grande obrigada! pois é, pela primeira vez concordo com um anónimo! lol... não porque quisesse algum homem a escrever assim para mim, mas sim porque a pessoa a quem o escreves devia ter noção do quanto tu és especial para ele, e não tanto o contrário... ;)

compliquei? pois, tenho esse defeito muitas vezes...lol

Beijinhos! Continua ;)

Sara disse...

"E o teu olhar transformou as coisas para mim."
Adorei esta frase. Adoro aquilo que escreves, pr favor, continua assim

Joao disse...

Gostei muito. As tuas palavras são sempre tão fortes :)

Um beijo

corneto de chocolate disse...

As conversas que não tivemos... ;)

Daniel Aladiah disse...

Querida Cláudia
É importante ultrapassar os nossos medos. Ainda bem que tiveste um anjo...
Um beijo
Daniel

henrique doria disse...

Afinal não estava, não podia estar, todo o tempo a teu lado. Beijos.

Som do Silêncio disse...

Gostei muito do blog.
Parabéns.


http://historiamentiraverdade.blogspot.com/

João Garcia Barreto disse...

Palavras nunca antes ditas... As conversas que não tivémos...Será que um dia teremos?

Rosa disse...

Eu raramente consigo comentar aquilo que tu escreves... está sempre lá tudo! :)
Beijinho, linda.

Friedrich disse...

Queres saber mesmo a verdade? Só estou mesmo aqui pq o meu blog mandou; para ver se tb comentas a minha história. Alguém disse: "que longa introdução". E eu acrescento, mas é mesmo só uma introdução, porque a história vai formando-se dentro da tua cabeça. - P/ descarado só me falta o chapéu... Senão tiver leitores as vendas baixam. - A poesia não precisa, governa-se sozinha!...

Beijos e abraços

Fontez disse...

Post triste, onde o medo reina,...
... mas a luz vence no fim!

Ramos disse...

hoje na RTP passara um documentario depois das noticias das 20 horas com o titulo ORFÃOS DA PATRIA. A outra face do dia dos cravos, QUE OS PORTUGUESES DESCONHECEM

_+*A Elite in Paris*+_ disse...

que bom teres alguém que cuide de ti. beijos!

dulce disse...

Já há tanto tempo q não passo por aqui e gosto sempre tanto e de te ler. Deixo-te um beijo.

corneto de chocolate disse...

Nada a agradecer.

Foi tão bom para ti, quanto o foi para mim? ;)

Afeiticeira disse...

saber agradecer é um dom.Por isso mesmo obrigada também por partilhares connosco coisas tao bonitas.Obrigada

Giroflé flé flá disse...

Eu hj ainda tive mais vontade de agradecer depois de ter lido as tuas palavras! Obrigada

Anónimo disse...

Cheguei aqui um dia por acaso...
As palavras que li deixavam transparecer uma grande força anímica e uma enorme vontade de ser, em plenitude. Mostravam que o amor é, para cada um de nós, a razão última (ou primeira, depende da perspectiva)que nos move. É aquela mola que nos leva a transpôr barreiras e a ultrapassar os nossos próprios limites. É, sobretudo, a energia clarividente que nos dá a capacidade para ver e sentir para além do eu e do outro, através do nós.
Tudo isso parecia estar aqui, neste blogue.Contudo, a persistência na procura de uma parte do nós que se foi, reduziu-o. Que pena! às vezes é preciso deixar voar para que voemos também. É que lá de cima vê-se melhor a beleza da paisagem...

NightWolf disse...

É bom ter uma mão amiga nas horas dificeis, beijinhos*

Dulcineia disse...

É sempre bom sabermos que mesmo nos momentos de fraqueza e infelicidade,podemos contar com um amigo(a)especial.Sorte a tua e a de todos os que longe e perto,podem contar com o ombro de um verdadeiro companheiro(a).

Dulcineia disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Pela 1ª vez venho visitar o teu blog.
E...como eu te compreendo! Espero q td o q escreveste ñ tenha passado de 1 sonho...
Fiquei sem palavras com a tua escrita. Parecia que me estavas a despejar a alma.
Agradeço-te por teses escrito este texto que eu não tive coragem de escrever a alguém que também m ajudou.
(Pink)

Anónimo disse...

Interesting website with a lot of resources and detailed explanations.
»

sininhuh disse...

é mt bom saber que existem pessoas que estão lá lá kd mais precisamos e que mm perdidos no silencio ouvem o nosso grito de socorro.

Viva La Vida disse...

Porque são as pessoas e a forma como se dão a nós que mudam as circunstâncias dos momentos.. sejam eles dolorosos ou felizes!

Porque são essas pessoas que diminuem a dor e aumentam a alegria.

Por serem elas e pela forma como se entregam a nós.

Beijinhos